História


O Concretizar de um Sonho

A 20 de Outubro de 1989 nascia a Rádio Cidade de Tomar, na frequência 90.6 FM.
À cerimónia de inauguração compareceram diversas individualidades, entre as mais o Dr. Fernando Nogueira então ministro da Presidência e da Justiça, o Dr. Pereira da Silva Governador Civil de Santarém, e o Dr. Jerónimo Graça, presidente da Câmara Municipal de Tomar.
O primeiro grande momento da rádio coube ao Bispo de Santarém, António Francisco Marques para proceder à benção das instalações.

Dr.Garcia Esparteiro mostrando a rádio ao Bispo de Santarém, António Francisco Marques na companhia de Carlos Alves  o então Director de programas.
Com o nascimento da Rádio Cidade de Tomar, « uma página da Empresa Editora Cidade de Tomar, velhinha com 54 anos é virada e, com ela, se entra numa nova era de actividades » afirmou na ocasião o Dr. António Madureira.
Foi em 1988 que tudo começou, ultrapassaram-se obstáculos e incompreensões, mas valeu a pena.
Conseguiu-se fazer valer um projecto que fora dos muros da Empresa Editora Cidade de Tomar era visto como uma birra e quiçá um sonho de criança, mas o sonho tornou-se realidade!

Da esquerda para a direita: Dr. Fernando Nogueira então ministro da Presidência e da Justiça, Dr.António Madureira, director do Jornal Cidade de Tomar e Dr. Garcia Esparteiro, director da Rádio Cidade de Tomar.

Estatuto Editorial

Foi uma novidade. Hoje é obrigatório a apresentação do Estatuto Editorial, o que constituiu uma novidade.
A Rádio Cidade de Tomar nascia convicta dos seus fundamentos. Pela voz de Garcia Esparteiro, Director da RCT, era afirmado que:

« A Rádio Cidade de Tomar nasce hoje 20 de Outubro de 1989, dia de Sta. Iria, Padroeira da cidade com o objectivo principal de promover e divulgar os valores característicos da nossa cultura regional e local, bem como valorizar os homens e as obras tomarenses.

São seus objectivos:

1 - Informar, garantindo a todos os cidadãos o direito à informação através da independência e pluralismo e de modo a defender os valores, as causas e os interesses do concelho de Tomar, a quem procuramos servir com todo o empenho e diginidade.

2 - Formar, no sentido de contribuir para a elevação do nível cultural dos tomarenses, através de programas educativos e formativos em que a história, as riquezas naturais, a tradição e todo um património cultural de séculos reforça a identidade e aproxima os cidadãos na defesa dos valores da sua terra.

3 - Distrair, sendo ao mesmo tempo espaço lúdico e de recreação tendo em conta a diversidade do público, em idades, interesses, espaços e origens. Nesse sentido é nosso propósito promover a criação de programas dirigidos especialmente a criança, jovens, adultos, e idosos, bem como ir ao encontro dos interesses das populações incentivando relações de solidariedade, convívio e amizade no âmbito geográfico da audiência.

São seus princípios:

1 - Assegurar a independência, o rigor e a objectividade da informação e da programação, face aos poderes públicos.

2 - A RCT define-se assim como rádio autónoma e independente, sem finalidades políticas nem partidárias e acima de quaisquer interesses sócio-económicos.

3 - Dar voz a todos os cidadãos , sem descriminação de qualquer índole. »

Manuel Garcia Esparteiro

Da esquerda para a direita: Dr.António Madureira, director do Jornal Cidade de Tomar, Dr. Garcia Esparteiro, director da Rádio Cidade de Tomar, António Francisco Marques, Bispo de Santarém e Dr. Jerónimo Graça, presidente da Câmara Municipal de Tomar.

Partilhar

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More